Quem Somos

Acima de qualquer diferença, somos pessoas

Defender as pessoas, um princípio básico da raça humana porém uma premissa fácil e rapidamente sobreposta por outras questões que, ao longo da história de cada indivíduo, se apresentam com as características de cada tempo, era ou época.

Os direitos básicos e fundamentais, previstos na Declaração Universal dos Direitos do Homem, publicada pela ONU em 1948, após a Segunda Guerra Mundial, foram sendo necessariamente, priorizados para cada segmento social que via desrespeitada tal declaração.

A luta de mulheres, crianças, idosos, índios, negros, deficientes, gays, pobres, cidadãos, pacientes vai se alterando e alternado de acordo com as urgências do momento e com o desrespeito às necessidades básicas. Normalmente o que desencadeia a reação da sociedade e consequentemente dos poderes constituídos é um ato de violência ou alguma violação dos direitos universais cometida contra alguma pessoa ou grupo social. A lei dificilmente antecipa a tragédia, invariavelmente ela chega atrasada.

Os movimentos de rua que tomaram o Brasil no inverno de 2013 deixaram uma única questão bem clara: as pessoas não suportam mais serem enganadas e desrespeitadas no seu direito a uma existência pacífica, digna, livre e feliz. Não importa com que cor ou de que forma se apresenta a dor, o que vale é o combate à ela. Foi isso que motivou a um grupo de pessoas que ao longo de suas vidas trabalham pelo resgate dos direitos, pelo desenvolvimento social, pela preservação dos bens culturais a criarem o Instituto Brasileiro da Pessoa.

O Instituto buscará recursos e executará projetos apoiando iniciativas ou demandas de Instituições, Organizações não Governamentais, Pessoas ou grupos que busquem a preservação da vida através da dignidade humana.

O Judiciário, o Legislativo e os executivos municipais, estadual e federal serão chamados a participar destes projetos que contemplem um novo pensar e agir sobre as demandas humanas, sem discriminar quem quer que seja, tratando as pessoas, independente de seus credos, ideologias, cores, raças ou qualquer diferença.

O Instituto Brasileiro da Pessoa quer trabalhar pelo desenvolvimento humano em todas as suas áreas e, se possível, unindo a todos. Para esta conquista, necessitamos de cada um, individualmente. Se a gente puder contar com você, seremos bem mais fortes.


Missão:
A defesa da pessoa em todos os aspectos assegurando a preservação da vida, a qualificação dos meios de sobrevivência através das condições adequadas para o perfeito equilíbrio com o ambiente e a vida em sociedade. Lutar contra toda e qualquer forma de exclusão, exploração ou preconceito.

Visão
O trabalho conjunto com organizações estatais ou não governamentais objetivando tornar-se uma referência nas questões de desenvolvimento humano através do fortalecimento das ações, programas e projetos que estimulem a qualidade de vida.

Valores
Através do exercício permanente e constante da solidariedade, da justiça, da humildade e da igualdade, proporcionar meios de alavancar o constante crescimento intelectual através de programas sociais, culturais e educacionais permitindo o desenvolvimento integral do Ser Humano.

Solidariedade
Justiça
Humildade
Igualdade